Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Paróquia hoje:
Homilias em Destaque › 29/08/2016

XXll Dom do Tempo Comum – Não precisamos dos primeiros lugares

 

O tema da missa de hoje que vem da Palavra de Deus, é a humildade. Deus se revela aos humildes. Deus exalta os humildes. Cabe então refletir sobre esta virtude, esta maneira de ser do homem, tão admirada por Jesus e pelo nosso Pai.

Humildade é uma palavra que vem de “húmus”, a terra fecunda. Isto é humildade fala de uma vida fecunda realizada, capaz de gerar outra vida. Humildade não é pobreza, mas riqueza, autenticidade.

Todos nós temos uma necessidade de contar alguma coisa. No meio da multidão sentimos a justa necessidade de ser reconhecidos, valorizados. Isso tem uma raiz profunda no nosso ser. Pois na verdade não somos massa, multidão, somos únicos. Esta unicidade vem de Deus, para ele somos uma obra prima, somos únicos e ele não nos confunde como “massa”, mas reconhece quem somos, e por isso o nosso nome está gravado na palma da mão dele, por isso ele sabe e conhece os nossos passos, todos os passos que demos na nossa vida, certos e errados. Por isso podemos estar face a face com Deus, falar com ele.

Se este é o nosso valor não precisamos dos primeiros lugares para nos valorizar, não precisamos aparecer mais que os outros, não precisamos da vangloria, presunção, vaidade exagerada. Não precisamos prevalecer sobre os outros, não precisamos competir, não precisamos comparar. Nasce assim o verdadeiro humilde que sabe que seu valor está no amor de Deus, que busca saber quem é realmente, para que sua vida seja fecunda e seus talentos possam ser valorizados para o bem de todos. Humilde é quem se doa não quem se esconde dizendo que não vale nada. Quem pensa que não vale nada não é humilde, mas reprimido, sofrido, machucado e precisa de ajuda para que reconheça com todo seu valor.

Tem pessoas que para a sociedade com mania de celebridades não valem quase nada, mas são pessoas de muito valor, sabem ser amigas, sabem ouvir, acolher, sabem aconselhar. São pessoas que todos gostam, são muito preciosas.

Humilde é alguém como Papa Francisco, que mesmo sendo talvez a pessoa mais famosa no mundo, não está nem ai com isso, mas se preocupa com quem está na sua frente, fala com todos, escuta, carrega sua bolsa velha, e após eleito Papa, volta para o Hotel onde estava hospedado para pagar sua conta, almoça junto com os outros da Casa Marta, conversa com os operários do Vaticano como amigo do dia a dia. Mas ao mesmo tempo sabe o valor da sua palavra, tem coragem de afirmar o que pensa.