Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Paróquia hoje:
Homilias em Destaque › 15/07/2014

XVº Dom Comum – A Palavra semeada no coração

padre6

O evangelho desta semana nos traz a parábola do Semeador. Jesus retomando a mesma imagem do profeta Isaias, da  chuva que não volta para Deus sem antes fecundar a terra, nos ensina que a sua Palavra pode fecundar no nosso coração e produzir frutos. O ser humano, tocado pela palavra de Jesus pode se transformar, mudar suas atitudes, sua visão da vida, seus sentimentos, seu jeito de agir. Impressionante como Jesus fala de maneiras diferentes de acolher a palavra de Deus, usando a imagem de diferentes terrenos. O terreno, é claro, é a imagem do coração do ouvinte da Palavra. Evidentemente esta parábola é dirigida as comunidades cristã do tempo e do evangelista Mateus, e hoje a nós que participamos da comunidade e da missa. Ela não é dirigida a pessoas distantes de Deus e da vida de fé.

Ainda hoje percebemos que existem os mesmos “terrenos” daquele tempo, isto é, as mesmas atitudes (o mesmo coração) perante a palavra de Deus. Primeiro Jesus fala da semente que cai  a beira do caminho: “todo aquele que ouve a Palavra do Reino e não a compreende, é como a semente que caiu à beira do caminho: vem o Maligno e rouba o que foi semeado no coração dele.” De fato ainda hoje percebemos que muitos cristãos não compreendem a Palavra e ficam a beira da vida de fé e da comunidade. Parece que não querem se comprometer com Jesus, ouvem a palavra dele, até acham bonito, mas não tem a menor disposição a mudar sua vida.

Em segundo lugar Jesus fala do coração que parece um terreno pedregoso: “A semente que caiu em terreno pedregoso é aquele que ouve a Palavra, e logo a recebe com alegria, mas ele não tem raiz em si mesmo, é inconstante: quando chega uma tribulação ou perseguição por causa da Palavra, ele desiste logo”. Quantas e quantas vezes vimos cristãos entusiasmados por causa de um encontro, de um retiro, de um curso bíblico, encontro de casais, de um seminário no Espírito…, mas onde estão hoje? Por que sumiram?  O que aconteceu com eles? Muitos por dificuldades do dia a dia, desentendimentos na comunidade, preferem se afastar e carregam seu coração de pedras feitas de magoas e ressentimentos. Falta a eles a clareza para entender que são seguidores de Cristo e não podem abandonar o Senhor por causa das dificuldades. Elas fazem parte da vida do cristão: “Quem quiser me seguir tome sua cruz e me siga”. Nunca teremos comunidades perfeitas, de fato nelas acontecem coisas erradas, as pessoas podem falhar, mas precisamos perseverar no seguimento de Cristo e até trabalhar para melhorar a nossa comunidade.

Em terceiro lugar Jesus fala da semente que caiu no meio dos espinhos: “A semente que caiu no meio dos espinhos é aquele que ouve a Palavra, mas a preocupação do mundo e a ilusão da riqueza sufocam a Palavra, e ela fica sem dar fruto.”Jesus compara as ilusões aos espinhos. Um terreno capaz de produzir frutos. O coração que se entrega as ilusões, nunca terá frutos de vida plena. Jesus fala da ilusão da riqueza, mas esta hoje se traduz em muitas maneiras, que podem envolver até pessoas pobres. Entre elas o materialismo, quando acreditamos que as coisas podem resolver tudo.

Enfim Jesus fala da terra boa: “A semente que caiu em terra boa é aquele que ouve a Palavra e a compreende. Esse com certeza produz fruto. Um dá cem, outro sessenta e outro trinta por um». Se trata de compreender com o coração. Se trata de acolher a Palavra com sinceridade e abertura, para que ela possa moldar nossa vida e nos transforme. Numa musica conhecida cantamos “tua palavra não passa por mim sem deixar um sinal”. Compreender a Palavra é acreditar que ela possa transformar nosso coração e portanto possa produzir frutos de paz, solidariedade, fraternidade, união. A Palavra produz comunidades mais unidas e mais preocupadas com anunciar o evangelho. Sejamos este bom terreno.