Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Paróquia hoje:
Homilias em Destaque › 08/08/2011

XIXº Dom Tempo Comum -Confiar em Jesus e vencer o mal

Neste evangelho ouvimos que Jesus as três horas de madrugada se aproxima do barco onde estavam os apóstolos caminhando acima das águas. Jesus estava sozinho na montanha rezando a sós. Quando decide de ir até os apóstolos que estavam no barco sacudido pelas ondas, devido a uma tempestade, ele estava na plenitude da sua comunhão com o Pai. Porque Jesus fez este gesto de andar acima das águas? O que ele queria comunicar?

Na cultura de Jesus, enquanto judeu, que era a mesma dos apóstolos e de seus discípulos o mar, os lagos eram a residência das forças do mal, residência dos demônios. Andando acima das águas Jesus se manifesta como aquele que vence o mal, como o Senhor que tem poder acima das forças do mal.

Pedro logo quer vencer seu medo das águas e seus habitantes ocultos e pede para Jesus lhe conceder o mesmo poder de nadar acima das águas. Jesus lhe concede este poder, mas Pedro ainda não estava pronto e começa  a afundar. Ao salvar Pedro Jesus cobra dele uma fé mais firme. E o que Pedro depois realizará com toda sua vida  até  a morte de cruz.

Hoje Jesus nos convida a confiar nele como Senhor que venceu todo mal. A pessoa de fé não pode ter medo em males ocultos: feitiçaria, faturas, olho gordo e outras coisas. Para quem deposita sua confiança em Jesus não existe nenhum mal que possa atingi-lo. Não podemos nos deixar influenciar por essas coisas. O mal que temos que tratar com prudência é o mal que está no coração humano. Jesus já havia dito uma vez que o mal vem de dentro do coração do homem:

Ora, o que sai do homem, isso é que mancha o homem. Porque é do interior do coração dos homens que procedem os maus pensamentos: devassidões, roubos, assassinatos, adultérios, cobiças, perversidades, fraudes, desonestidade, inveja, difamação, orgulho e insensatez(Marcos 7,20-21).

Precisamos nos proteger destes males com esperteza e discernimento. Este mal não representa uma “força”superior a dos homens, mas algo que podemos vencer com a nossa luta a favor do bem. A maior arma contra o mal é a construção do bem.

Colocamos nossa confiança em Deus e nossa vida a serviço do bem e do amor para ser vencedores e fazer o nosso mundo mais bonito.