Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Paróquia hoje:
Voz do Pastor › 11/10/2011

Ser Missão Hoje

Outubro se caracteriza por ser o mês missionário e nos convida a refletir sobre essa dimensão fundamental do cristão. Já foi o tempo de considerar como missionários apenas os padres que iam para o outro lado do mundo. Os documentos recentes da Igreja na América Latina e no Brasil nos levam a considerar cada batizado como discípulo e missionário de Cristo.

Então, o que é a Missão?

O primeiro passo para entender a missão é que a vida é um chamado de Deus. Todos somos chamados a viver em plenitude, ninguém nasceu por acaso. Todos temos uma missão a cumprir.

Com o dom da fé e o nosso batismo, essa missão assume contornos mais claros: somos chamados a difundir o Evangelho de Cristo Jesus em todos os ambientes onde vivemos. Por essa razão, precisamos conhecer bem o Evangelho como mensagem de amor universal, de fraternidade, de justiça, de solidariedade, de misericórdia.

O Evangelho é uma força que pretende mudar nossos corações; pretende mudar a nossa cultura e instaurar a civilização do amor; o Evangelho pretende mudar nossas relações humanas, tornando-as mais abertas e sinceras, fraternas.

Por isso, missão é acima de tudo testemunho de vida. O próprio Jesus disse: “Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre uma montanha, nem se acende uma luz para colocá-la debaixo da vasilha, mas sim para colocá-la no candeeiro, a fim de que brilhe para todos os que estão em casa. Assim, brilhe vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus.” (Mateus 5,14-16)

A missão se realiza na família, na comunidade, nos lugares de trabalho, nas ruas, entre amigos: onde tiver um cristão, deve brilhar a luz do Evangelho.

O maior obstáculo à Missão são nossos comportamentos contrários aos ensinamentos de Cristo, são nossas hipocrisias, são nossos pecados. Não podemos dizer ser de Cristo e agir como todo mundo; precisamos testemunhar que a palavra do Senhor operou em nós nova vida, novas atitudes. Acho que o maior escândalo dado pelo cristão é quando ele mostra que o ensinamento do Evangelho não produziu nenhuma mudança em sua vida. Não tem pior surdo do que aquele que não quer ouvir.

A Igreja não precisa de cristãos que vivem segundo a lógica do interesse e da vantagem pessoal, cristãos que fazem de tudo por dinheiro, que brigam, exploram os mais fracos, praticam a vingança e a injustiça.

A missão hoje, mais do que nunca, passa pelo testemunho da vida, da caridade, da justiça, da fraternidade, da solidariedade. Como nos ensina o apóstolo Tiago: “Assim como o corpo sem a alma é morto, assim também a fé sem obras é morta”. (Tiago 2,26)