Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Paróquia hoje:
Voz do Pastor › 08/05/2009

Ovelhas ou protagonistas

Eu sou o Bom Pastor. Esta imagem maravilhosas do evangelho de São João triunfa no quarto domingo de Páscoa. Uma imagem que já fazia parte da tradição judaica e presente no Salmo 23: “O Senhor é o meu pastor e nada me faltará”.

Na Igreja esta imagem do Cristo Pastor foi transferida para os padres e Bispos, pastores do povo de Deus. O grande desafio da liderança eclesiástica é conduzir o povo de Deus, as ovelhas, segundo um pastoreio moderno que saiba discernir a ação do Espírito Santo na história e descobrir os “sinais dos tempos”.

No Brasil tivemos grandes pastores e profetas como Dom Helder Câmara, absurdamente esquecido quando vivo e hoje comemorado e valorizado no centenário do seu nascimento. Mas hoje o que significa ser pastor e ser ovelha?

Primeiramente o pastor deve conhecer a vida das ovelhas, deve saber o que acontece com elas. A sociedade Brasileira sofreu mudanças profundas e significativas; a família passa por mudanças também profundas; a pessoa mais que como sujeito de deveres se percebe como alguém criado por ser feliz e realizado.

Por isso as pessoas abraçam aquilo que entendem como belo e bom para própria vida e não apenas aquilo que é mandado. Ensinar a verdade é portanto mostrar que ela é boa e nos faz realizados e feliz. Um Bom pastor ensina que a verdade é bela, bonita pra se viver. Não podemos mais “induzir”, mas devemos conduzir.

Me chamou atenção um trabalho do teólogo Renold Blank cujo titulo é: “Ovelha ou protagonista”.

Quanto aos pastores nos diz:”O grande desafio para a igreja é este: conhecer e compreender essa nova situação. Para que isso seja possível, devemos em primeiro lugar, conhecer os verdadeiros anseios dos habitantes de nossas sociedades urbanas. Devemos conhecer suas angustias, os seus desejos e frustrações”.

O Bom Pastor é portanto um homem de dialogo,  que sabe colocar em jogo seu coração, que saiba aprender a pratica da partilha; é com certeza o homem da compaixão e da misericórdia. O fato que ele tenha claro na sua mente o que é pecado, nunca o deve dispensar de tratar com amor o pecador.

Quantos as ovelhas, que se decidam a ser protagonistas de suas vidas, para que a decisão de seguir o Bom Pastor , não seja apenas um ato de acompanhamento da massa, mas a  decisão livre e corajosa de construir  Reino de Deus junta ao Pastor, para que o nosso mundo seja mais justo, fraterno e acolhedor.