Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Paróquia hoje:
Voz do Pastor › 08/01/2014

O tempo e o tempo de Deus

Ensina-nos a contar nossos dias e teremos a sabedoria do coração(Salmo 90,12)

Sempre achei muito bonito este versículo do Salmo 90 que mostra a relação entre o tempo que passa e a sabedoria do coração.

Saber contar nossos dias. Isto è ter consciência do tempo que passa, reconhecer que o tempo que vivemos é um presente, cada momento é um presente. Cada dia que vivemos tem que ser visto como oportunidade. A sabedoria popular também nos ensina que o tempo é precioso. Jesus valorizou o tempo quando nos disse que a Cada dia basta seu cuidado, ou sua luta. Viver bem no presente.

Dia 1º de janeiro começamos mais um ano: 365 dias para ser bem vividos, 8760 horas de vida. Ninguém consegue estar sempre ao topo da sua capacidade, da sua inteligência, da sua generosidade. A vida mistura momentos diferentes: momentos felizes e momentos tristes, momentos de trabalho e momentos de descanso, momentos de encontros e momentos de desencontros, momentos com saúde e momentos sem saúde, momentos para cima e momentos para baixo.

Mas nada pode tirar que eu estou tendo dias para ser vividos. Por isso é importante valorizar cada momento que vivemos.

Sabemos valorizar o tempo escolar porque passamos de ano. Valorizamos o tempo de trabalho que aumenta nossa professionalidade, nossas competências e enriquece nossos relacionamentos, aumenta nossa renda e nos aproxima a aposentadoria: sabemos contar bem estes anos de trabalho. Mas existe uma parte do tempo que contabilizamos menos, mas que é muito precioso. Trata-se do tempo dos nossos relacionamentos: quando conversamos de nós, ouvimos e somos ouvidos, entendemos e somos compreendidos, quando solucionamos uma questão importante dialogando. Provavelmente este tempo que menos contabilizamos é o tempo que decide nossa felicidade, aumenta a qualidade da nossa vida.

Existe mais um tempo importante, que é o tempo que dedicamos a nossa fé, a nossa alma, as respostas mais importantes do nosso ser. Boff fala de tempo de transcendência: é o tempo que nos explica o sentido de tudo que fazemos. A vida não permite que estes tempo seja grande, a não ser que sejamos monges…,

mas é um tempo precioso porque é uma luz sobre o restante do tempo que vivemos. Tem coisa pior que lutar e trabalhar a vida inteira sem saber por quê?

Tem como viver sem colocar nossa vida dentro de um projeto mais amplo que transcende o imediato para no colocar num plano mais definitivo?

A fé nos da este olhar e nos ensina a ter sonhos maiores que nos fazem semelhantes  a Deus. Um sonho pequeno é pensar que posso ser feliz sozinho, sem pensar que a felicidade quanto mais é de todos, maior será também para mim. Um sonho pequeno é pensar na minha casa linda, mas descobrir depois que as estradas ao seu redor são cheias de buracos, que falta iluminação, faltam arvores, falta segurança, falta paz. Estou fazendo uma metáfora, mas é assim. Ou participamos de um bem maior que seja uma vida melhor para todos ou nossos sonhos pequenos serão sempre esmagados. Nunca nos arrependeremos do tempo dedicado a Deus. È e sempre será um tempo precioso que dedicamos a nós mesmos para viver melhor e mais felizes. Se pensarmos numa pessoa que vai a missa todo domingo sem falta são 50 missas por ano: calculando uma media de uma hora e meia por missa são 75 horas de 8670 que tenho disponíveis. Percentual de 0,86 %: você acha muito? E ainda sabemos que precisamos do tempo para estar com Deus, para ler  e meditar a sua Palavra: afinal será que Deus não merece o 2% do nosso tempo?

Um bom 2014. Desejo que na sua vida exista o tempo para amar, rir, ouvir, ler, descansar, refletir… e para estar com o Deus da vida!