Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Paróquia hoje:
Homilias em Destaque › 29/06/2011

O cristão abraça a fé – 26/06/2011

No Evangelho deste domingo ouvimos parte do discurso missionário do capitulo 10 de Mateus. O evangelista esta preocupado com a crise da comunidade do Senhor em Jerusalém, onde acontece uma perseguição dos judeus, envolvendo as famílias daqueles que entraram a fazer parte do caminho, os seguidores de Jesus. Muitos são tentados de voltar atrás. A estes Mateus lembra as palavras de Jesus, incluídas no discurso missionário. “Quem ama seu pai e sua mãe mais de mim, não é digno de mim” não é uma orientação a desprezar a família, mas uma advertência  a não voltar atrás, a não abandonar o seguimento de Jesus. As palavras de acolhimento do profeta e do justo se referem a seguir os próprios mestres como ao próprio Senhor Jesus. Neste sentido também as palavras sobre carregar a cruz, para que todos os discípulos saibam enfrentar com força e dignidade o momento da perseguição.

Lendo este evangelho hoje no nosso contexto temos que saber interpretar com sabedoria estas palavras do evangelho. Primeiro entendendo que não precisa abandonar a própria família para seguir Jesus, ao contrário. Mesmo falando de chamados ao sacerdócio, como no meu caso, posso dizer que a família e tudo que nela recebi, foi a base da mina vocação. Nunca meus pais se opuseram a minha escolha, mas sempre foram incentivadores do meu sacerdócio. Conheço colegas que tiveram a família contra. Alguém que foi deserdado pelo pai, e neste caso o vocacionado teve que seguir Jesus e romper com a sua família, ou com uma parte dela. Também nestes casos, porém, o tempo consertou as coisas e a família  acabou apoiando o meu amigo padre.

Entre os fieis conheço casos de pessoas que se afastaram da família por seguir uma opção religiosa diferente. Mas em geral podemos dizer que as pessoas não são perseguidas por causa da sua escolha religiosa.