Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Paróquia hoje:
Notícias › 09/02/2017

Na próxima semana, bispo diocesano lançará Campanha da Fraternidade em Poços de Caldas

 

 Na campanha desse ano, a Igreja no Brasil reflete sobre a diversidade natural do país

 

Com o objetivo de divulgar a Campanha da Fraternidade 2017, a Diocese de Guaxupé promoverá alguns eventos de divulgação em cinco cidades da região (Alfenas, Guaxupé, Passos, Poços de Caldas e São Sebastião do Paraíso). Haverá atividades exclusivas para a imprensa e outras abertas ao público em geral.

Em Poços de Caldas as atividades acontecerão na próxima terça-feira, 14 de fevereiro. O bispo Dom José Lanza Neto irá atender a imprensa às 16h, na Pontifícia Universidade Católica (PUC) – Poços de Caldas. À noite, a partir das 19h30, ele conversará com a comunidade em geral, no mesmo local.

Neste ano, a Campanha da Fraternidade (CF) 2017, realizada todos os anos pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), promoverá nas comunidades cristãs a reflexão sobre a riqueza natural do país, ao favorecer o reconhecimento sobre biomas típicos brasileiros: a Mata Atlântica, a Amazônia, o Cerrado, o Pantanal, a Caatinga e o Pampa.

Neste estudo, desenvolvido pela CNBB, define-se os biomas como espaços geográficos, ecossistemas com fauna, flora e clima próprios, onde as populações locais apresentam costumes específicos, adaptados à realidade natural em que vivem. Portanto, cada ser humano é influenciado pelo ecossistema onde nasce e se desenvolve.

A proposta da CF é refletir sobre a maneira como a população brasileira tem preservado e explorado cada uma das realidades naturais que formam o país. As atividades de reflexão e ação devem apontar caminhos para uma adequada conservação de cada bioma, salientando a qualidade de vida das populações locais de forma justa e fraterna.

Para a conservação e zelo pela Casa Comum, os cristãos poderão se conscientizar de sua interdependência do meio ambiente e a consequente responsabilidade pela manutenção destes espaços. “Cada um deve assumir sua responsabilidade e fazer sua parte para que a degradação e a deterioração da natureza não destruam nossos habitats e, consequentemente, a cada um de nós que aqui vive e depende da natureza para a nossa sobrevivência”.

Muitas vezes marcado pelo egoísmo e individualismo, o ser humano pode ser capaz de atos de exploração desenfreada dos recursos da natureza e espoliação das pessoas mais pobres em nome do lucro e do poder. Esta atitude contradiz a vocação humana apresentada por Deus na Sagrada Escritura: que deseja vida e vida em abundância a todo ser humano e não vida abundante a uma minoria de gananciosos em detrimento de uma maioria explorada e oprimida.

 

Presenças confirmadas:

Dom José Lanza Neto – Bispo Diocesano

Padre Henrique Neveston – Coordenador Pastoral da Diocese

Diácono Vinícius Pereira Silva – Biólogo e Teólogo

 

Assessoria de Comunicação:

Sérgio Bernardes

(35) 9 9198 8918/9 9979 5379

s.bernardespedroso@gmail.com