Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Paróquia hoje:
Homilias em Destaque › 03/02/2014

Apresentação do Senhor – 02/02/2014

 

Neste domingo a Igreja festeja a Apresentação de Jesus ao templo. Após 40 dias do nascimento de Jesus, Maria e José levam ao templo Jesus para cumprir o que está escrito na lei de Moisés sobre os primogênitos, como está escrito no evangelho.

O sentido deste gesto é reconhecer que toda vida vem de Deus. No templo de Jerusalém acontece um encontro inesperado com o velho e sábio Simeão. Louvando a Deus por ter encontrado em Jesus o libertador de Israel, Simeão afirma três coisas que não podem fugir a  nossa reflexão:

– Jesus é luz para todas as nações

– Jesus é sinal de contradição

– A Maria uma espada traspassará o coração

Vamos com ordem. Jesus é luz para todo ser humano, a sua luz é a luz de Deus. Deus quer nos mostrar com Jesus o caminho para vencer as trevas. Se trata de uma luz interior, que brilha no nosso ser, brilha nas nossas palavra e atitudes. Quem acolhe Jesus em seu coração anda na luz e vence todo tipo de trevas. Não podemos negar que somos tantas vezes envolvidos em trevas. Quando nos fechamos ao amor, o nosso coração escurece e além de viver nas trevas as espalhamos para outros: divisões, brigas, rancores, intrigas, vinganças e tantas outras coisas. O cristão porém e iluminado por Cristo, pela sua palavra e pelo seu exemplo. Tanto em palavras como no nosso agir podemos ser uma luz que brilha. Não se trata de pensar que nunca podemos errar, mas é preciso fazer uma opção de vida, de postura, de atitudes e saber com clareza o que é luz e que não é. Isso nos da uma grande chance de semelhar a Jesus e fazer o bem para muitas pessoas. Se pensamos nas relações interpessoais, percebemos como as palavras são importantes e podem ser palavras de luz. Madre Teresa de Calcutá dizia que “Não podemos deixar que alguém se afaste de nós sem ser melhor e mais feliz”. Isso realmente é fantástico e pode melhorar muito a nossa vida.

Jesus é sinal de contradição. Não tem como ser seguidores de Jesus e viver igual a todos, fazendo e dizendo tudo que os outros fazem e dizem. O mundo adora a riqueza e o poder e Jesus ensina a partilhar e a simplicidade. A cultura atual aposta nos bens e valoriza a pessoa pelo que possui, mas Jesus nos ensina que precisamos SER e não apenas TER.

Simeão diz a Maria “Uma espada traspassará tua alma”. Claramente temos uma referencia a tudo que Maria viverá ao lado do seu filho, até sua paixão e morte. O amor de Maria para este filho será causa de dor e dificuldades, como foi desde o nascimento, quando ela e José precisaram fugir. Isso nos mostrar que o amor causa dor, sofrimento, dificuldades e muitos sacrifícios. Qualquer pai e mãe sabem muito bem disso. Dar a vida, constituir uma família, amar o próximo e algo muito bonito e fascinante, mas isso não significa que é fácil, ao contrario sempre será uma luta, uma conquista.

Quando amamos existem tantos momentos que podem causar a nossa dor. Como, por exemplo a impotência que experimentamos perante a doença de alguém muito caro ou a opção de vida de um filho que destrói sua vida com vícios, drogas, crimes. E mesmo quando não recebemos de volta o amor que esperávamos dos amigos e dos filhos…

Aprendemos então a ser luz e seguir Jesus: “Jesus manso e humilde de coração fazei o nosso coração semelhante ao vosso”.