Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Paróquia hoje:
Voz do Pastor › 24/09/2012

A força da Palavra

Se não fosse a Revelação de Deus ainda estaríamos buscando o sentido da nossa vida, o autor da criação, e todos os mistérios mais importantes da vida.

A grande experiência do monoteísmo israelita, que preparou o caminho para a chegada de Cristo, é fundamentado numa palavra: Shemá Israel, Escuta Israel.

O convite de Deus, ao ouvi-lo, é à base de uma aliança eterna e de uma experiência de fé.

Deus Javé pede para o povo ouvir, porque ele quer falar, quer se revelar. Não é um Deus mudo, mas um Deus falante, que nos revela a sua natureza, e nos mostra quem somos e como nos criou e nos diz também porque nos criou.

Com a vinda, a palavra e o agir de Cristo Jesus essa revelação foi levada à sua plenitude. Jesus mostra que o Deus Javé, é um Pai de amor, que enviou o seu filho por amor a toda humanidade, na força do Espírito Santo. Conhecemos o nosso Deus como Trindade, modelo de toda relação humana e eclesial: “Que sejam um, assim como Eu e o Pai somos um” (João 17,22).

O próprio Jesus é a Palavra do Pai, como de maneira magnífica explica o prólogo do evangelho de João. Graças a João também chegamos a conhecer a definição de Deus, de uma maneira sublime “Deus é amor”.

A Palavra contida na Bíblia é então a Revelação. Seria como se Deus nos chamasse num cantinho e falasse para nós: senta aqui que agora vou te explicar quem é você, porque existe a vida, a morte; porque existe o sofrimento e a dor; como superar estas dificuldades; que sentido têm a vida e a luta do dia a dia; o que nos torna feliz e o que nos faz sofrer e até desfigurar; qual é a origem das guerras e da violência; como podemos amar os outros e nos amar uns aos outros; onde e quando Deus está presente entre nós; porque precisa rezar; quais as dimensões fundamentais de um ser humano; por que não seremos felizes com o materialismo… Enfim, um monte de outras coisas.

Com a sua Palavra Deus não pretende mandar em nós, mas nos deixa livres de escolher, nos mostra a verdade.

A revelação de Deus está também na nossa consciência e desde pequenos sabemos quando não agimos de uma maneira certa. Mas a consciência se adormece e com o tempo não sabemos mais o que é bem ou mal. A Palavra reaviva nossa consciência e nos ajuda a discernir e escolher o caminho da vida. (Dt 30,15)

O ser humano, que não tiver a vida plasmada por uma experiência de verdadeiro amor, nunca será feliz. A Palavra de Deus é uma força que nos conduz a amar e descobrir a riqueza que existe em cada pessoa. Sem a força da Palavra a vida se torna uma competição com os outros, mas com a luz que dela vem, aprendemos a conviver, repartir, partilhar. Não nos interessa mais ser mais que os outros, mas nos interessa estarmos juntos, sermos família, sermos amizade, sermos comunhão. A Palavra do Senhor é a força que transforma o mundo.