Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Movimento Mãe Rainha

Movimento Mãe Rainha

Desde que João Pozzobon iniciou sua caminhada com a imagem da Mãe e Rainha de Schoenstatt, já se passaram mais de 50 anos. Com a idéia genial de fazer as pequenas imagens peregrinas, que visitam as famílias, em 1959, este seu empenho apostólico se multiplicou lentamente, a ponto de, na atualidade, ter se tornado um verdadeiro fenômeno.

Nas mais de 90 nações onde foi aceita, a Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, literalmente “invade” escolas, prisões, hospitais, estabelecimentos comerciais e milhões de famílias, levando às pessoas as graças dos Santuários de Schoenstatt.

Quando se forma um grupo ligado a uma zeladora da Mãe Rainha, a imagem peregrina visita 30 famílias, uma por dia. Desta maneira, difunde-se o amor para Nossa Senhora e o evangelho de Jesus.

O Santuário Lar

Antes de instituir o seu Santuário Lar, muitos têm uma imagem da Mãe e Rainha em sua casa. Ela tem seu lugar de honra e a família percebe que sua presença é importante para eles. Depois da Aliança de Amor, muitos vão construindo e conquistando aos poucos seu Santuário Lar. Alguns têm pressa. Sentem a necessidade imperiosa da Mãe de Deus em sua casa; outros necessitam mais tempo. Mas, cada família autenticamente schoenstattiana, cedo ou tarde, sente que não pode seguir adiante sem ter a Mãe e Rainha, no centro do seu lar.

A renovação do mundo começa nos lares

O Pai e Fundador, Pe. José Kentenich percebe uma estratégia divina por trás disso. Tal como o cristianismo original surgiu nas famílias, assim também a renovação do mundo deve partir dos lares. Nesse círculo pequeno e íntimo, a Mãe de Deus quer realizar sua missão de renovar a família e educar homens novos para o mundo de amanhã. E em torno a essas famílias renovadas, vão nucleando-se outras famílias, que experimentam a influência do Santuário Lar. Assim, nossos lares atuarão como ímã: atrairão outros, e assim se amplia o círculo mais e mais. E conclui: “A renovação de nossa família, especialmente a que se realiza através do esforço sério pelo Santuário Lar, parece ser um caminho excelente para construir um mundo novo, um mundo totalmente novo, no qual Maria possa atuar como o fez em casa de Zacarias ou nas bodas de Caná”.

Santuário aberto, apostólico

Se nossos parentes e vizinhos chegam a nossa casa e se aproximam com fé do Santuário Lar, então este  torna-se também para eles, um lugar de graças. O Pai e Fundador convida-nos, por isso, a abrir nosso Santuário, a oferecê-lo a nossos irmãos necessitados. Quando um pobre bate a nossa porta e pede-nos algo de comer, nenhum de nós vai negar. O mesmo havemos de fazer, quando alguém busca ajuda espiritual. E o melhor que se pode oferecer, é colocá-lo em contato com a Mãe e Rainha, em nosso Santuário Lar.

Encontros da Pastoral:
Últimas terças-feiras de cada mês às 15h.
Coordenador:
Wilma Junqueira da Silva
E-mail de contato:
maerainha@scjpocos.com