Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Homilias em Destaque › 15/02/2018

Quaresma: tempo precioso para nos reencontrarmos na vida- Homilia da quarta-feira de cinzas

Nessa quarta-feira de cinzas, damos início ao tempo da Quaresma. Considero que pelos tempos que hoje vivemos é algo muito bom, algo muito atual e moderno. Cabe a nós levar a sério e com empenho. Um tempo como da quaresma é tudo que precisamos devido a uma vida corrida, a uma vida cada vez mais superficial, muitas pessoas falando e poucas pensando, muitas pessoas fazendo muitas coisas, mas poucas felizes. A OMS (Organização Mundial da Saúde) relata que o Brasil é o país mais deprimido da América Latina. Precisamos cuidar mais da nossa vida interior, deixar de nos amar de maneira aparente, para amar de verdade.

Quaresma é um tempo para dizer não. Não a morte do espírito causada pela indiferença e pensar que a vida do outro não me interessa, que cada um tem que se virar sozinho. Este ano teremos o grande desafio da Campanha da Fraternidade que nos convida a sermos irmãos para superar a violência. Não será com soluções imediatas e individualistas que reconstruiremos um Brasil de paz e de justiça. Chegamos a uma situação que pode ser chamada de “cultura da violência” que, só por assassinatos mata todo ano 60 mil pessoas, sem contar as mortes por falta de saúde, as mortes no trânsito e mortes no trabalho.

Uma cultura de violência que passa pela família vitimando crianças, mulheres e idosos. Uma cultura da violência gerada também por uma classe política fratricida que roubando o dinheiro destinado a educação, a saúde, aos hospitais e a segurança pública deixa seu povo morrer. Dizer não a violência significa construir a cultura da paz e da justiça. Enquanto isso nos isolamos cada vez mais em nossas residências e mesmo porque isolados somos ainda mais fáceis vítimas do crime. Encontraremos soluções se sermos unidos e não isolados e divididos.

Quaresma é tempo de dizer não a uma oração que tranquiliza a consciência, a uma esmola que nos deixa satisfeitos ou mesmo a um jejum que nos faz sentir bonzinhos, quando na realidade não jejuamos no sentido bíblico que é transformar o que deixamos de comer em caridade para quem precisa. Quaresma é tempo de dizer não a uma religião intimista que quer chegar a Deus evitando olhar para as chagas dos irmãos mais sofridos.

Quaresma é tempo de memória, tempo de pensar e perguntar: o que seria de mim se Deus não fosse Misericordioso? Um Deus que não se cansa de perdoar e nos dar sempre uma nova chance? Tempo de nos perguntar: o que seria de mim sem a ajuda de tantas pessoas que muitas vezes me estenderam a mão, me confortaram e me ajudaram a recomeçar?

Quaresma é o tempo para respirar, abrir o coração ao sopro do Espírito Santo, o único que é capaz de soprar sobre as nossas cinzas. Não é apenas o tempo para rasgar as roupas perante o mal que nos rodeia, mas de dar espaço na nossa vida a todo o bem que podemos operar eliminando do nosso coração tudo que nos isola, nos fecha e nos paralisa. Quaresma é tempo de dizer com o Salmista: Dai-me de novo a alegria de ser salvo e confirmai-me com espírito generoso! (Sl 50)

Padre Graciano

Paróquia Sagrado Coração de Jesus | Diocese de Guaxupé-MG

Poços de Caldas-MG

Deixe o seu comentário