Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Homilias em Destaque › 09/04/2012

Mensagem da Páscoa de 2012

 

Caros irmãos e irmãs do Sagrado. Deus quis que pela 13ª vez celebrássemos a festa da Santa Páscoa juntos. Tenho uma grande alegria de celebrar a vida que nunca mais será tirada de nós. Não falo da vida após a morte, mas falo da vida do Ressuscitado, da vida do Cristo que venceu a morte, a dele e a nossa.

Os filhos do Pai não podem permanecer fechados nos sepulcros. Precisamos tirar a pedra do nosso sepulcro. A Palavra de Jesus nos diz que alguns ressuscitam para vida, outros para morte. Nesta noite resplende luminosa a Ressurreição do Senhor, mas eu sei que muitos homens permanecerão na morte, não vão acolher a vida da Ressurreição, não querem tirar a pedra do próprio túmulo. Apenas nós com o nosso sim, a nossa decisão podemos tirar esta pedra, que nos mantém no túmulo da morte e da tristeza, para participar da vida nova em Cristo.

A vida permanece no túmulo quando não escolhemos viver o evangelho, quando o ser humano escolhe caminhos de morte, de violência, de uma esperteza falsa, de corrupção, de poder, de opressão, de exploração; as vezes uma vida materialista, uma vida sem princípios, sem valores que possam nortear o nosso viver.

Nós porém queremos tirar a pedra do nosso túmulo de tristeza. Tiremos esta pedra abraçando o Senhor Ressuscitado, suas Palavras de vida, de perdão, de misericórdia e compaixão.

Ressuscitamos em cada gesto de amor e de bem, e morremos nos gestos de egoísmo e de mal. A ressurreição definitiva será após a nossa morte, mas aqui na terra morte/ressurreição é uma dinâmica que nos acompanha em nosso existir.

Ressuscitar é amar como Jesus, é fazer da nossa vida um dom, um presente. Não existe ressurreição se não aprendemos a morrer a nós mesmos.

Ressuscitamos escolhendo viver na compaixão, no perdão, na solidariedade, na partilha de tudo que somos e temos. Ressuscitamos no serviço e lembramos que quem não vive para servir, não serve para viver.

Tudo isso parece coisa de heróis, de mártires, de santos.

Na verdade não é assim. Precisamos apenas tomar uma decisão: Viver no amor, viver por amor. Precisamos viver a Palavra do Senhor e parar de querer o poder, riquezas, aparência. Precisamos parar de competir. A vida não é uma competição. Não há melhores e piores. Não preciso ter tudo que meu vizinho tem, não preciso ter a beleza que outros têm, preciso apenas ser eu mesmo. Não preciso comprar tudo que meus amigos compram. O vazio da alma nos torna materialistas, e materialistas vivem de aparência e competição. Todos temos um pouco disso. Vamos parar com essa ilusão.

Você não pode trocar a riqueza da ressurreição, da vida nova em Cristo, pela ilusão do materialismo. Muitas pessoas permanecem no túmulo do materialismo. Materialista não é aquele que tem muitos bens, mas aquele que vive pelos seus bens. Há ricos materialistas. Há pobres materialistas. Há ricos que se colocam a serviço do Evangelho de Cristo. Mas não podemos servir a dois senhores….

Vamos acolher a luz desta noite santa, que nos coloca desde já, numa vida que nunca mais será tirada de nós, a vida em Cristo, a maior felicidade que se pode conhecer nesta terra. Ressuscitamos com Cristo, aleluia, aleluia!!

Deixe o seu comentário