Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Guia de Noivos

O matrimônio é um sacramento da Igreja e o início de uma nova vida, de um projeto a dois. Não é apenas um ato social, mas um momento único de celebração da fé, onde se recebe a graça especial para a vida familiar, dando-se um ao outro com a bênção de Deus e o acolhimento da Igreja.

Por ser justamente uma celebração de fé, a Igreja organiza para aqueles que desejam se casar uma preparação espiritual, chamada de Preparação para a Vida Matrimonial ou Curso de Noivos. O encontro propõe uma integração entre os casais que pretendem se casar, mediante encontros com casais que trabalham voluntariamente a serviço de Deus, visando orientá-los para o sacramento do matrimônio e suas conseqüências. O Curso é requisito obrigatório para todos os noivos, que vão casar-se na Igreja Católica. Não deve ser deixado para a última hora.

Palavra do Pároco
Caríssimos noivos,

Com imensa alegria e satisfação, congratulamos com o propósito que vocês vêm abraçar na paróquia Sagrado Coração de Jesus, de viver o compromisso do amor, da fidelidade e da formação de uma nova família por meio do Matrimônio, que é um dos sacramentos da Igreja de Cristo. Desejamos participar com solicitude desse momento tão importante de suas vidas. Por isso, esperamos que este guia os ajude a propiciar satisfatória e condizente comemoração. Assim como o zelo de nossa Mãe Maria, que exprimiu a dignidade da união definitiva entre homem e mulher, durante sua intercessão nas bodas de Canaã na Galiléia (“Eles não têm vinho”), pretendemos assim, expressar também a unidade inseparável entre o amor de Deus, nosso Criador, e o amor dos casais humanos, um de seus fiéis espelhos.

O matrimônio não é apenas algo humanamente bom, ou algo simplesmente abençoado por Deus. É principalmente um desígnio do Criador, o instrumento necessário para o seu plano de salvação e para a realização integral dos homens. Fonte de vida e da participação em seu poder gerador. Este “Sacramentum Magnum”, Sacramento Grande da Igreja que vocês pretendem abraçar, tem como principal fruto e dom mais excelente a geração da vida humana.

Os filhos serão causa de imensa satisfação e alegria, se vocês tiverem a coragem e o amor para acolhê-los generosamente. A sua descendência será fecunda e feliz, se vocês cumprirem com empenho o compromisso de educá-los na piedade cristã, no amor à oração, à virgem Maria e, sobretudo, à santíssima Eucaristia. O Senhor, para tanto, precisa de sua cooperação. Ele confia em sua abertura e generosidade.

Reserva de data

Antes de começar a organizar o casamento, a primeira coisa que os noivos devem fazer é marcar na Igreja, com antecedência, a data e o horário do casamento. Essa reserva pode ser providenciada até um ano (12 meses) antes e não menos de 6 meses antes. Para o agendamento, é necessário que os noivos tragam os documentos de identidade (RG e CPF). Cancelamentos só podem ser feitos na presença de pelo menos um dos noivos, que deve trazer toda a documentação do dia da reserva, com no máximo 6 meses de antecedência da data marcada. Quando da reserva da data deverá ser pago 50% do valor da taxa do casamento. Em caso de cancelamento dentro do prazo estipulado, este valor será devolvido, a não ser que os noivos queiram deixar como oferta para a paróquia. Após os seis meses antecedentes a data reservada, mesmo sendo cancelada, nenhum valor será devolvido.

A igreja do Sagrado Coração de Jesus tem capacidade para acomodar até 600 convidados e a igreja São José até 180 convidados.

OBS: Esta paróquia, em obediência ao Código de Direito Canônico e às disposições do Bispo Diocesano, não realiza casamentos em Hotéis, Fazendas, Restaurantes ou qualquer outro lugar, a não ser nas igrejas habitualmente usadas para as celebrações semanais da comunidade.

Quando uma das partes é católica e outra não, o pároco se dispõe a participar de ritos ecumênicos e inter-religiosos, desde que expressamente convidado com antecedência.

Horários para a celebração e valores

Os casamentos são celebrados nos seguintes horários:

Às sextas-feiras: 20h30 (excluindo a primeira e terceira sextas do mês ),
Aos sábados: 20h30.

Valor: 500,00 reais(quinhentos reais).

 

Caso haja interesse em marcar em outro dia, a paróquia poderá fazer celebrações em outros horários, mas deve-se verificar na secretaria a possibilidade.

Processo Matrimonial

O processo matrimonial (isto é: a abertura da pasta e a entrega dos documentos), deverá ser providenciado nesta secretaria, com o mínimo de 6 (seis) meses de antecedência, ou em último caso, 2 meses antes do casamento, assim como a lista de profissionais contratados (floricultura, equipe de canto, fotos e filmagens) e manifestar, sem receio, ao seu pároco:

1 – se um dos noivos ou os dois não são batizados, ou não são católicos.
2 – se nunca receberam o Sacramento da Eucaristia.
3se tiver qualquer parentesco com a pessoa com quem vai se casar.
4 – se já for casado no civil com outra pessoa.
5 – se um dos dois for viúvo.

Documentos necessários

1. Certidão de Nascimento (cópia).
2. RG (cópia).
3. Certidão de Batismo dos noivos expedida com até 3 meses (original).
4. Habilitação do Cartório, onde os noivos deram entrada.
5. Certificado do Curso de Noivos (original).
6. Caso haja algum impedimento canônico, a paróquia solicitará e encaminhará o respectivo Certificado de Dispensa à Cúria Diocesana.
7. Se viúvo(a), Certidão de Óbito do cônjuge falecido.
8. RG de duas testemunhas (cópia).

Sobre o Batismo e a Certidão de Batismo

Para atualizar a Certidão de Batismo deve-se procurar a paróquia em que os noivos foram batizados. Na impossibilidade de se conseguir este documento, caso os noivos não saibam onde foram batizados, devem dirigir-se à secretaria da paróquia, para que seja agendada uma conversa com o pároco responsável, quando deverá ser feita uma declaração de que os noivos foram batizados.

Caso os noivos ou um dos noivos não tenha sido batizado, deverá procurar a secretaria da paróquia, para que através da Pastoral do Batismo seja realizada a devida preparação.

Para o casamento de católicos e não católicos, é possível ser feito o chamado matrimônio misto, ou de um(a) católico(a) com um(a) não batizado(a), a chamada disparidade de culto. Para isto é necessário haver autorização expressa do bispo local. De modo geral compete ao bispo, a dispensa de outros impedimentos eventualmente existentes.

Se um dos noivos tiver menos de 18 anos, deve obter consentimento formal dos pais ou responsáveis, comparecendo ao momento de abertura do processo, acompanhado de um deles. Pelo Código de Direito Canônico, o homem com menos de 16 anos completos e a mulher com menos de 14 anos, não podem contrair matrimônio válido sem a dispensa do impedimento, ou seja, sem a autorização expressa dos responsáveis legais. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil exige dois anos mais para os casamentos no Brasil, ou seja, 16 e 18 anos respectivamente; todavia esta exigência incide sobre a liceidade, não sobre a validade do casamento. A paróquia de qualquer maneira alerta que o casamento seja realizado com uma suficiente maturidade. De que adianta se apegar a lei oficia, quando percebemos que não há a capacidade para assumir o compromisso matrimonial e familiar.

Casamento religioso com efeito civil

Os noivos devem procurar o Cartório de Registro Civil do município, com pelo menos 60 dias de antecedência com relação a data da cerimônia religiosa, a fim de se iniciar o processo de casamento civil. Nessa ocasião, deverão decidir onde se dará a cerimônia: se no próprio cartório ou durante a celebração religiosa (nesta última hipótese, trata-se de casamento religioso com efeito civil).

Se o casamento civil for realizado no cartório antes do religioso, deve-se entregar na igreja uma cópia simples da Certidão Civil.

Somente com a entrega da habilitação, um documento expedido pelo Cartório de Registro Civil, será realizada na Igreja a cerimônia religiosa com efeito civil. Após o casamento, a igreja entregará a ata ao cartório. Para isto, é necessário que os noivos paguem as despesas da entrega e de reconhecimento de firma. A documentação relativa ao casamento civil deverá ser entregue na paróquia, 15 dias antes da cerimônia. A igreja não faz o casamento com efeito civil de forma diferente da citada neste Guia.

Sacerdote convidado

É facultativo convidar um padre amigo de outra comunidade para presidir o casamento, desde que respeitadas as normas desta paróquia. Pede-se apenas, que se confirme com antecedência o nome completo do padre, o telefone e também o cartório onde ele tenha firma aberta, para que seja possível a autenticação dos documentos.

Confissão e Comunhão

O Sacramento do Matrimônio é um ato sagrado. Os noivos recebem a graça de Deus para a constituição de um lar cristão. Sendo um sacramento, é preciso recebê-lo em estado de graça, ou seja, sem pecados. Por isso, constitui um dever e um verdadeiro bem procurar a confissão sacramental, durante a semana que antecede a data do casamento. A cerimônia religiosa, por razões pastorais, é realizada fora da missa. Todavia, é possível e sugerido que os noivos comunguem durante a cerimônia. Os noivos que quiserem comungar deverão avisar com antecedência a secretaria da paróquia.

Curso de Noivos

É obrigatório que os noivos participem o quanto antes da Preparação para a Vida Matrimonial, o chamado “Curso de Noivos”, qualificado e promovido por esta paróquia. Antes de tudo, o casamento é um chamado de Deus para o homem e para a mulher, e não apenas uma instituição social. Com a colaboração de uma equipe formada pela Pastoral dos Noivos, a paróquia propõe-se esclarecer e aprofundar o verdadeiro sentido do casamento para os noivos. Nesta paróquia, esta preparação é feita através de 07 encontros com um casal da Pastoral dos Noivos e mais um encontro com o pároco.

Celebração do Matrimônio

No dia de realização da cerimônia, é extremamente necessário que os noivos sejam pontuais. Por isso recomenda-se que o horário marcado no convite de casamento seja de 15 minutos antes do marcado na Igreja.

Os padrinhos precisam chegar na igreja,  20 minutos antes da hora marcada e dirigirem-se a um dos casais da pastoral dos noivos para assinatura da ata. Os noivos assinarão depois, na fase final da celebração.

Pede-se que a noiva cheque à igreja, 10 minutos antes do horário marcado.

A celebração sacramental terá em média 40 minutos de duração. Este tempo será abreviado por razões pastorais, se houver atraso da noiva.

A cerimônia será iniciada no horário marcado, mesmo que algum dos convidados a estar no altar não esteja presente.

Durante a cerimônia, os cumprimentos aos noivos ocorrerão no mesmo momento, simultaneamente. Recomenda-se que para os casos em que houver uma recepção comemorativa, que os cumprimentos dos convidados sejam feitos no momento da recepção.

Não serão permitidos em hipótese alguma, profissionais de eventos ou cerimonial, atuando durante a cerimônia. Este trabalho será feito gratuitamente por casais da Pastoral dos Noivos, que por conhecerem as normas da paróquia, atuarão de forma mais transparente. Se os noivos acharem conveniente a presença de outro profissional de eventos ou cerimonialista, ele atuará somente até a chegada da noiva à porta do templo. A partir de então, toda orientação será feita pela equipe da igreja e não serão permitidos comandos, ações ou orientações de terceiros, sem o consentimento da paróquia.

As empresas de profissionais que atuam na celebração do matrimônio, sejam elas estúdios fotográficos e de filmagem, floriculturas, grupos vocais e/o musicais, cerimonialistas e outros, deverão estar devidamente cadastradas na secretaria paroquial e cumprir com o acordo realizado entre elas e a Paróquia Sagrado Coração de Jesus. Quando houver amigos ou parentes que realizam estes serviços, pede-se que busquem a devida autorização na secretaria paroquial. São convidados a pagar as taxas de colaboração concordadas com todos os profissionais:

Os profissionais que atuam na celebração do matrimonio, não poderão influir sobre o tempo de realização da mesma. Pede-se aos senhores fotógrafos que não chamem a atenção dos noivos durante a celebração e que respeitem o sentido e a harmonia do presbitério, sem invadi-lo com sua aparelhagem, ao ponto de desfigurar a sua arquitetura. Pede-se às floriculturas para não enfeitar, a não ser de maneira mínima, a parte da igreja denominada presbitério. À paróquia é reservado o direito de retirar do presbitério, aparelhagem muito grande e outros objetos que possam interferir na boa realização do casamento.

Equipe de Canto, Coral ou Orquestra

Para realçar a dignidade da celebração do Sacramento do Matrimônio, uma vez iniciado o ato litúrgico, serão executadas apenas músicas sacras.

Músicas não-litúrgicas poderão ser tocadas após o ato litúrgico do Sacramento do Matrimônio, dado o início dos cumprimentos e cortejos de saída dos noivos e padrinhos. Exige-se, no entanto, que as letras, melodias e ritmos sejam adequados e não contrariem a dignidade do Sacramento do Matrimonio, da Igreja e do amor humano e respeitem as normas quanto ao uso de instrumentos e execução musical, e que os instrumentos de percussão sejam utilizados com suavidade.

Durante a Comunhão dos noivos, deve ser executado um canto adequado, como o “Panis Angelicus” ou algum outro igualmente belo relacionado à Santíssima Eucaristia.

Conforme citado anteriormente, havendo atraso da noiva, a cerimônia precisará ser abreviada, a fim de evitar-se atrasos nos eventos seguintes. Desse modo, algumas músicas serão omitidas ou abreviadas caso seja necessário. Os profissionais contratados, cientes das normas habituais, devem manter os noivos informados, para que seja possível garantir a pontualidade e a tranqüilidade da celebração.

A taxa de colaboração cobrada dos prestadores de serviços será paga integralmente por estes e não pelos noivos, até dois dias antes da cerimônia. Os profissionais que exigirem de modo diverso, serão inevitavelmente excluídos deste Guia de Noivos.

Decoração

É proibido o uso de arames e pregos para fixar enfeites nos bancos.

A empresa responsável por decorar a igreja retirará os arranjos, logo após a cerimônia. Para os casamentos realizados aos sábados no horário das 20:30h, os arranjos poderão ser retirados no domingo entre 9:00 e 9:30h, pois há missa as 10:00h.

O tradicional gesto de jogar flores, pétalas ou arroz, não deverá ocorrer dentro da igreja, mas da porta para fora.

Somente os profissionais relacionados neste Guia poderão ser contratados.

Fotos e vídeos

Caso haja atraso da noiva, não será autorizado fotografar na porta da igreja.

Os profissionais de foto e vídeo estão autorizados a fotografar e filmar a cerimônia com total liberdade (desde que haja profissionalismo e bom senso), do rito inicial até o início da Liturgia da Palavra. Esta etapa compreende à Primeira Leitura, Salmo, Aclamação ao Evangelho e Homilia. Neste momento, pede-se que as fotos e filmagens sejam feitas de forma discreta, atrás do sacerdote. A partir do diálogo, antes do consentimento, não há restrições para aqueles que se portam como pede a ocasião.

Pede-se que haja no máximo 03 profissionais no altar.

Para que não haja atrasos, pede-se que os cumprimentos sejam simultâneos.

Somente os profissionais relacionados neste Guia, poderão ser contratados.

Momentos da celebração

Posicionamento
Conheça o posicionamento tradicional de noivos, pais e padrinhos nos principais momentos do casamento. Ficará porém, a critério dos noivos, posicionamentos diferentes. Recomendamos apenas que a forma de posicionamento durante toda a cerimônia, seja do conhecimento da Pastoral dos Noivos, pois são eles que irão conduzir o cerimonial.

Cortejo de entrada
O noivo entra acompanhado de sua mãe, à frente do cortejo inicial. Logo atrás, vem o pai do noivo e a mãe da noiva, já que seus esposos, os parceiros originais, acompanham os filhos nesse momento. Em seguida, entram os padrinhos do noivo e da noiva, intercalados. Dama de honra e pajem seguem por último. A noiva naturalmente vem depois, em outro momento, acompanhada de seu pai.

OBS:. Quando os pais já são falecidos, os noivos podem entrar sozinhos. No entanto, recomenda-se que outro familiar represente o pai ou a mãe ausente (avós, tios, padrasto ou madrasta, por exemplo).

Diante do altar
Os pais do noivo ficam lado a lado, no primeiro banco na lateral direita do altar, assim como os padrinhos do filho. A mãe da noiva aguarda no primeiro banco, na lateral esquerda do altar, juntamente com os padrinhos da filha. Quando a noiva entra, seu pai a confia ao futuro genro e volta a acompanhar a esposa, mãe da noiva, preenchendo o espaço vazio até então. Os noivos ocupam seu lugar ao centro (com a mulher a esquerda do homem). Com o casal de frente para o sacerdote, a cerimônia pode ter início.

Cortejo de saída
Os padrinhos, após os cumprimentos aos noivos, já podem deslocar-se pelo corredor principal, até porta de entrada da Igreja, ou se os noivos preferirem, poderão fazer parte do cortejo de saída. Os noivos podem sair primeiro ou no final do cortejo. Quando vão à frente, são seguidos imediatamente nesta ordem: dama, pajem, pais da noiva, pais do noivo e padrinhos novamente intercalados. Quando os noivos preferem sair por último, à frente vão os pais da noiva, seguidos dos pais do noivo e os padrinhos (intercalados). Os noivos saem por último, atrás da dama e do pajem.