Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Destaques, Voz do Pastor › 10/02/2016

Conversão: eis o tempo favorável

 

Estamos por viver o tempo de preparação para a Páscoa, chamado Quaresma, que lembra os quarenta dias vividos por Jesus no deserto. Ele escolhe viver esse momento em vista da missão que o Pai lhe confiara, pois o que o esperava não era nada fácil para ser enfrentado. Afinal, a dureza do coração daquele povo, o fechamento da mente para as coisas de Deus e o apego ao poder do momento não permitiam que o as pessoas tivessem acesso a uma vida digna. Esse comportamento era motivo de indignação e, para tanto, Jesus quis buscar as forças do alto para enfrentar, desmascarar e vencer as tentações maiores a que o ser humano está sujeito: o poder o ter e o prazer.

Se Jesus quis passar por um período de intimidade com o Pai, utilizando o jejum, a penitência e a oração, foi para nos dar o exemplo. Enquanto continuadores da missão salvadora de Jesus, a luta continua, pois os desafios estão para serem superados, com a certeza de que ele está conosco nos dando força, inspiração, discernimento e coragem para tanto.

A nossa Igreja não cansa de nos convocar para essa missão através do Papa, dos bispos e padres, enquanto legítimos pastores do povo. Porém, eles não querem e nem podem realizar sozinhos a obra da redenção. Em Jesus, todos somos corresponsáveis por força do nosso batismo e consequentemente enviados para a missão enquanto discípulos-missionários dele, cultivando a unidade na diversidade de carismas, dons e ministérios.

Durante o tempo da Quaresma, temos a oportunidade de viver o tema da Campanha da Fraternidade que nos convida a olhar com mais carinho e responsabilidade para o nosso Planeta Terra, enquanto nossa casa comum, ou seja, o lugar onde todos possam se sentir bem e viver com dignidade, onde possamos ter os nossos direitos respeitados, bem com os deveres cumpridos em vista do bem comum. O Papa Francisco tem insistido na necessidade de nós nos conscientizarmos da importância do nosso zelo pela obra criada por Deus, pois há uma interdependência de tudo que existe. Cuidar de tudo com responsabilidade significa preservar a harmonia de todas as coisas criadas e principalmente da vida humana, dom precioso dado por Deus. Abracemos essa missão com muito amor e dedicação para a glória de Deus. Amém.

Padre Heraldo de Freitas Lamin – Vigário – Paróquia SCJ

Deixe o seu comentário