Paróquia
Sagrado Coração de Jesus

Poços de caldas - mg | Diocese de guaxupé

Homilias em Destaque › 17/07/2017

A Palavra produz frutos de vida

Hoje o profeta Isaias e Jesus nos mostram a mesma imagem e a mesma verdade: a palavra de Deus é capaz de produzir fruto, de fecundar nossa vida. Como a chuva e a neve…, não voltam para o céu, mas produzem vida aqui na terra, também a palavra de Deus realiza o seu propósito…. é capaz de produzir vida, a nossa vida. Jesus nos mostra como isso acontece e explica que a semente é sempre semeada com abundancia, mas as vezes falta um bom terreno. Com certeza se queremos saber o que Deus pensa temos toda a possibilidade de descobrir, de buscar, de perguntar; hoje os instrumentos de contato com a Palavra de Deus são muitos: na missa, na Bíblia, na internet, um bom livro, um vídeo…!!

A primeira situação que Jesus explica e a pessoa que não entende, escuta mal, escuta superficialmente, não se deixa questionar, não vê a Palavra como fonte de vida e o maligno rouba tudo. Quando a fé é vista como obrigação, mas não existe a vontade de seguir Jesus Cristo, de compreender realmente o que ele quer de nós, o que ele quer nos mostrar. Fica a beira do caminho da vida e não entra no caminho de verdade.

O segundo terreno é pedregoso. São as pessoas que tem o coração endurecido pela vida. São as decepções, as humilhações, a dureza da vida que fecham a pessoa numa revolta contra todos e contra Deus. Em algum momento acontece algo que parece mudar tudo, que parece dar uma nova esperança, mas eles não tem força de continuar, desistem. Não é um terreno bom, mas Jesus parece entender como a vida pode endurecer nosso coração. A semente é jogada mesmo neste terreno. Mas o sofrimento volta a endurecer o coração.

O terceiro terreno parece bom, acolhe a semente, mas os espinhos sufocam. Somos nós quando acolhemos a palavra e parece que tudo pode mudar, mas voltando dentro de nos existem muitas preocupações, Jesus inclusive fala da riqueza como ilusão que sufoca a vida. Isso acontece muito quando damos mais valor aos bens do que a família, a pessoas, a fé. Sufocar significa que não tem ar para respirar, não tem portanto o ar de Deus que é o Espírito Santo, os pensamento e o estilo de vida não tem abertura para Deus, o espírito do mundo prevalece sobre o Espírito de Deus.

Enfim o terreno bom que produz fruto. Muitos frutos. Os terrenos não são pessoas diferentes, mas situações e momentos da nossa vida em relação a Deus. Portanto quem é o bom terreno? São aqueles que percebem que seu terreno não esta bom, e buscam melhorar a própria situação. São aqueles que tomam consciência que não estão ando atenção a Deus, que tem um coração pedregoso, e que os espinhos estão sufocando suas vidas. Então a resposta que Jesus sugere é trabalhar para tornar bom o próprio terreno. Para acolher a palavra precisa tomar consciência da nossa situação e dar uma virada na vida. Não tem como mudar o terreno se não cuidamos da semente que Deus planta continuamente. Precisa trabalhar, treinar, fazer ascese, um livro, um encontro, um vídeo, um retiro, fazer alguma coisa na nossa vida que nos permita olhar para dentro de nós e   ver que terreno somos.

O terreno bom é aquele que o trabalho torna bom. A dedicação, a Constancia.

 

Deixe o seu comentário